adoro!

O Adoro cresceu e agora além dos posts você vê aqui as imagens da galeria, fotos do Instagram e vídeos do nosso YouTube. É só escolher as categorias e se inspirar.

folia gastronômica

bola

A gente sabe que pra curtir o carnaval intensamente, precisamos de combustível. Não, agora não estamos falando da cervejinha nossa de cada dia, mas de pratos delícia pra aproveitar entra uma folia e outra. Selecionamos um circuito de restaurantes pra se jogar no carnaval!

1

Quem passar pelo Leme ou Botafogo, a parada obrigatória é no Epifania Oriental Contemporâneo! O japonês é levinho e alimenta na medida certa pra pular muito por aí! A boa é pedir os combinados da casa como o Mini Salmão, que inclui sashimis, sushis e Filadélfia ou o Mini Veggie, combo pra galera veggie e cada dia é uma surpresa! A gente ♥!

2

Se tiver por Santa Teresa, a boa é passar no Espírito Santa e pedir o espetinho de frutos do mar com chutney de bacuri ou a salada de semolina com vinagrete de frutas cítricas! Seguindo a vibe vegetariana, o BioCarioca tem uma feijoada veggie pra ninguém botar defeito!

3

Tem bloco na Praça da Bandeira? E comida delícia também! Passa no Galeto Bandeira pra provar o prato tradicional ou a lingüiça calabresa acebolada e no Rampinha pra curtir o assado tradicional português.

4

Se tiver pelo Leblon, vai ficar difícil escolher entre o La Calaca e o Jaeé, um do ladinho do outro. Se escolher o mexicano é obrigatório pedir o Milho na Espiga, temperado com limão, pimenta, queijo e páprica ♥! Mas se a preferência for uma refeição mais levinha, o Jaeé cuida da sua saúde. Além do salad bar deli, os cremes de fruta ajudam a repor a energia gasta nos bloquinhos.

5.1

Quem tiver por Ipa, pode escolher entre a cozinha contemporânea do Restô ou os ceviches divinos da La Carioca Cevicheria. O dois tem ambiente super fofo e vale tanto pra quem tá na folia, quanto pra quem quer dar aquela fugidinha relax.

6

Open Bar de feijoada? Tem lá no Barthodomeu! O bar é animado e tem um cardápio incri de petiscos, cervejas e drinks, além de música ao vivo pra animar a folia! A Casa Momus, na Praça Tiradentes também segue na linha dos bons drinks e salada fresca de chuchu com camarão foi feita especialmente pros foliões darem aquela renovada!

7

O Bar da Praia também tem opções super saudáveis pra repor a animação do corpitcho com opções japas e vista maravi da praia do Leblon! E falando em vista, que tal curtir o fim de tarde com um choppinho + picadinho, clássico do Astor, em Ipa?

Ufa! Já deu pra ver que as opções do carnaval tão pra lá de interessantes! Então bora fazer a listinha dos blocos e dos restaurantes pra acompanhar! Partiu rua!

tá calor, tá favorável!

bola

A coleção é de inverno, mas a estação ainda abriga as altas temperaturas de verão. A gente separou os looks fresquinhos de ‘Rosa Margarida Violeta‘ pra você curtir nos bloquinhos, na folia ou relax toda leve, linda e… solta!

1

E pra ilustrar, a gente foi nos pares. O duo vestidinho + all star é a pedida certa pra quem vai passar o dia curtinho e não quer se cansar, afinal… no outro dia tem mais! hehe

3

A dupla short + regata é também imbatível e ajuda na hora de refrescar. Pra quem não vai foliar nos bloquinhos e quer descanso num lugar relax, não deixa de colocar na mala, viu?

4

Aproveita! :)

novidadinhas de sexta

Uhu! O carnaval tá chegando e vem saber as novidadinhas que a gente selecionou!

1

– Oba! O Meucopo Eco e o Cordão do Boitatá se uniram numa parceria pra um carnaval animado e sustentável, evitando a produção de 72 (!) toneladas de lixo! Funciona assim: você paga 5 reais no copinho e retira o copo pra ser utilizado no evento. No fim, rola de levar o copinho como recordação ou pegar o dinheiro de volta. A gente testou no nosso baile de carnaval com a Foxton e foi sucesso! Aprovamos!

– Pra galera que curte um programinha mais calmo e cult no carnaval, a boa é passar nos cinemas UCI pra pegar um cineminha e ver a expô de projetores de cinema antigos. Ar condicionado, filminho e atração diferente ♥! Bora?

– Êêê! E o Baile do Zeh Pretim, que a gente ♥, tá chegando! Olha que graça os teasers que eles fizeram com as nossas fantasias: dá o play aqui e aqui! Um amor, né? A gente não vai perder de jeito nenhuuum!

2

– Pra quem tiver por Sampa, tem que começar o carnaval bem no Bailee Ritaleena! Música boa com pessoal animado! Vamos estar por lá também ;)!

– Amanhã tem edição de carnaval da Selvagem, nossa festa do coração! Vai ser na Gamboa, com produção da Comuna e promete ser in-crí-vel! Partiu?

–  Outra opção é curtir o New Kids On The Bloco! Vai ser no Circo e melhor: a entrada será em forma de amor! Basta levar animação e 1 kg de alimento não perecível! Demais, né? A gente se vê lá!

máscara aqui, máscara lá!

bola

A gente adora uma folia… E aí, além de preparar as fantasias com as próprias mãos, a gente descobriu a Parco Design, que transforma os latões brutos em verdadeiras obras de arte! ♥

1

Tudo começou quando o Carlos Mach, nosso gerente de branding, foi dar uma aula em Floripa. Ele conheceu a Francis, que é fundadora da Parco, e os dois continuaram uma amizade bonita que resultou em… parceria: “O Carlos viu um dos trabalhos que a gente fez, que era uma pulseira cortada no latão bruto à mão, e aí, nos convidou pra participar dessa campanha de inverno. A ideia era criar máscaras incríveis de carnaval”, conta a Francis.

2

E assim foi dada a largada. A Francis contou que o prazo de criação e produção das máscaras estava bem curto, tipo algumas semanas pra desenhar e uma só pra produzir, e isso fez com que toda dedicação do mundo fosse potencializada. O resultado saiu melhor do que o imaginado! :)

3

Eu e a Bruna, designer, desenhamos à mão. O processo é todo artesanal. As máscaras são feitas de latão bruto… E é pra usar o ano todo! As máscaras são exclusivas e feitas por encomenda, então, caso você queira uma, é só entrar em contato com a gente!”, avisa a Francis.

A gente já garantiu a nossa! hehe

em feverê, tem carná…

bola

Há poucos dias, o nosso carnaval rolou na Quinta da Boa Vista com apresentação do ‘Meu Glorosio São Cristóvão‘ (nosso bloco que completou dois aninhos de pura folia hehe), Amigos da Onça, Maracutaia e Céu na Terra. Fizemos um cortejo do escritório ao parque, captando amigos pelo caminho. A turma cresceu… e ficou ainda mais linda por lá: era sorriso que não acabava mais! ♥

5

Teve Antarctica liberada, salvando do calor e dando aquela animação na galera… E teve também muita gente pedindo bis. A bagunça durou o dia todo e mostrou que o carnaval desse ano não tá de bobeira não!

FARM-GLORIOSO-PT2-2

O aquecimento teve comes e bebes… as devidas selfies purpurinadas e aquele frio na barriga pra fazer bonito na hora de colocar o bloco na rua. O Glorioso já virou xodó e contou com convidados pra lá de especiais e queridos. Ô, sorte!

2

Os Amigos da Onça participaram da nossa festa pela segunda vez (e já são de casa!). Tem como não amar os meninos? Pre-para que vai ter muita onça por aí, nos bloquinhos do Rio, e a gente aproveita pra relembrar da energia boa que rolou durante nosso cortejo!

3

Chegando na Quinta, foi a vez do ‘Meu Glorioso São Cristóvão‘ mostrar a que veio. O bloco é formado pela galera do nosso escritório e conta com a bateria do Spanta pra ensinar tudo. E não é que todo mundo tá mandando bem mesmo? Orgulho!

carnaval_farm_favs-51

A linda Raquel Potí com as pernas de pau mais amadas da cidade também encantou e fez todo mundo olhar pro céu… O DJ Obim, dica da Rádio Ibiza (nossa parceira!) fez a diferença no espaço, entre uma atração e outra!

4

E o Maracutaia, que traz a resistência dos tambores de Maracatu de Recife, deixou todo mundo apaixonado e querendo mais. Aproveita que o desfile deles, no Rio, é na segunda-feira, dia 8/2.

6

Já dá saudade. O Céu na Terra fechou com chave de ouro (e tantas outras cores) e a gente fica no desejo de repeteco. Sorte que os dias de folia já começaram…

mochilão: Bahia (parte 2)

bola

Essa semana a gente segue de carona com a Lu Agnese, nossa colab, e o namorado, o Dé, pela roadtrip que os dois fizeram pelo sul da Bahia…  É que a vontade de brincar o carnaval é grande, mas às vezes rola aquele desejinho de pernas pro ar, sabe?

1

“Já dizia Vinícius: ‘Um velho calção de banho, o dia pra vadiar, o mar que não tem tamanho, um arco-íris no ar…”, é assim que me sinto quando estou na Bahia, mas, principalmente, quando vou à Praia do Espelho, entre Caraíva e Trancoso”, conta a Lu.

2

As falésias que desenham a paisagem; o rio que corta a praia, onde parte é areia negra, parte é areia branca; piscinas naturais… É pura poesia. Ano passado contei como foi chegar por lá através da trilha de Caraíva, mas por Trancoso, tanto dá pra ir à cavalo, num passeio que dura metade do dia ou de carro, mais rapidinho.

3

Nesse ano, voltamos duas vezes ao Espelho e almoçamos em dois dos meus restaurantes prediletos: a Silvinha, onde reservamos com antecedência uma mesa num espaço só pra gente em frente ao rio. Dá pra chegar antes e passar o dia nas esteiras petiscando e tomando caipis até dar a hora do almoço. Lá, não tem essa de cardápio, quem escolhe o prato é a própria Silvinha, que mistura peixes e legumes com um toque oriental. Tudo leve e orgânico, mas sem perder a bossa baiana.

4

O segundo é o japa-sensação da Mel, filha da Silvinha, e que fica na casa ao lado da dela. Pode esquecer os japas mais badalados que você já foi entre o Oiapoque e o Chuí, esse dá de 10 em vibe, vista, comida.. Não tem melhor no Brasi-ô.

5

Trancoso foi tudo muito bom, tudo muito bem, mas logo depois do reveillon, nos despedimos dos nossos amigos e subimos a costa rumo à Piracanga, na Península de Maraú.

6

Piracanga, nós já contamos por aqui, é uma ecovilla perto de Itacaré, onde funciona um Centro de Realização do Ser, dedicado à interiorização, à espiritualidade e à humanidade.

7

Eu já tinha feito dois retiros ali alguns anos antes, mas pro Dé era a primeira vez e ele amou. Nos dias que ficamos por lá, rolaram algumas palestras e vivências, uma amostra do que acontece nos retiros e cursos durante o ano.

8

Participamos de danças circulares, de meditações coletivas, vivências de constelação familiar, de energia Deeksha… Uma das mais legais foi a palestra do Edgar, arquiteto e urbanista conhecido mundo afora e que criou o projeto Play The Call, uma espécie de gincana on-line mundial, onde os participantes são desafiados a realizar diferentes missões que vão de ações simples como plantar uma árvore, às mais complexas, tipo reformar uma praça. Detalhe: as crianças são as protagonistas.

9

Rolou muita água de coco, açaí, surf … Piracanga é sempre uma experiência única. Aquele astral de troca, de entrega… Todo mundo sorri pra você, todo mundo tá disposto a ajudar, a colaborar… É bonito de ver, uma delícia de sentir e aprender.

10

Voltamos querendo ficar, já to com saudades daquele mar, daquele clima de férias o ano todo… De passar as tardes numa esteira de vime bebendo água de coco… É tão bom.. Diz aí, Vinícius!

galeria – cartiê bressão

Um grande filósofo imagético do bom carioquês, com inspiração no mago do instante francês Cartier Bresson e humor made in Brasil. Ou em bom português, um craque em captar momentos únicos, desses que passam num segundo, e faze-los durar pra sempre. Por isso sômos fãs do trabalho do Pedro Garcia, que nos arranca um sorriso atrás do outro como Cartiê Bressão, e estamos quase programando uma nova viagem só pra ver a nova expô do moço no Galeão.

Então se estiver de passagem por lá, não deixe de ver alguns instantes!

a moda do futuro

bola1

Se o estilo retrô nunca sai de cena, também precisamos contar com uma turma apressada, que vive de olho lá longe e já anda maquinando soluções moderninhas pro futuro da moda, e de quebra, pro futuro do nosso planeta inteirinho.

Screen shot 2016-02-04 at 12.29.34 AM

Upcycling, 3D-Scan e Wearables ainda são palavras que parecem combinar pouco com botões, tecidos, estampas e desejos, mas acredite, esses termos complicados vão fazer cada vez mais parte do nosso dia-a-dia, e o benefício será muito maior do que a gente pode imaginar!

wearable-technology-fashion-7

Pelo menos é o que defende uma turma afiadíssima que se reuniu durande a Semana de Moda de Berlim pra pensar o futuro da roupa. A Isabel Elia do La Berlina esteve por lá criando um report incrível sobre os principais insights da temporada, e dá uma “colinha” aqui pra gente:

Screen shot 2016-02-04 at 12.48.35 AM

Pelo que você sentiu das palestras, o futuro da moda vai estar mais conectado à beleza ou funcionalidade?

Funcionalidade. As pessoas estão possuindo menos e compartilhando mais; isso se reflete na Moda: uma peça coringa que “faça bonito” em várias ocasiões e dure mais vai ser a queridinha. Ela ainda poderá ser passada adiante e tornar-se lucrativa neste momento.

Screen shot 2016-02-04 at 12.29.59 AM

As peças criadas por 3D-Scan e os ditos Wearables ainda nos remetem a roupas de “Star Wars”, quais as sugestões pra torná-las mais “afetivas” e desejáveis?

Esse setor da moda vem se desenvolvendo muito, apesar de ainda estar muito na fase de experimentação e pouca comercialização. Pra tornar os “wearables” mais desejáveis, é preciso melhorar suas propriedades (aderência ao tecido, ser lavável etc) e também pensar em novas interações com o usuário: uma roupa pode ser capaz de gerar energia pra carregar um smartphone, por exemplo. Há vantagens vindo aí!

Screen shot 2016-02-04 at 12.30.27 AM

Como as marcas podem se engajar no descarte das peças que elas mesmas venderam?

Esse é um tópico super importante, pois a maioria das roupas descartadas acaba no lixo. Roupas usadas carregam histórias únicas e emoções. Marcas que se engajarem no descarte podem elaborar ações super legais pra essa etapa. O upcyling (transformação de um produto em outro, agregando mais valor a ele) é muito difundido em Berlin. Há marcas incríveis inspiradas nessa cultura e vários lugares com móveis lindos e 100% de material usado.

-1

E quais dicas pra ser um consumidor mais consciente?

Não acho que as pessoas devem parar de consumir e nem que as marcas devem conter sua produção. O consumidor consciente quer continuar curtindo um look novo, mas exige mais transparência e responsabilidade na cadeia de produção da peça. O ideal é vermos as marcas aprimorando sempre seus processos, pra atingir formas mais sustentáveis de venda: seja num PDV upcycled (!) numa embalagem reutilizável, na distruibuição. É importante também que a marca divulgue seus feitos nesse sentido, o que reforça sua imagem e encoraja até outros setores da economia a fazerem o mesmo.

54bd0ccb112a0_-_hbz-wearable-tech-00-xl

Roupa bonita, não polui o meio ambiente, se renova e ainda carrega o celular? O futuro parece promissor!