em 

TODO O SITE  

de pernas pro ar

15.03.17

 #invertida #ju dominguez #yoga



Foi preciso se arriscar em muitas modalidades esportivas diferentes - da dança ao volei de praia, passando até pelo circo - pra Ju Dominguez se descobrir de uma maneira inusitada, irreverente, mas, no mínimo, muito divertida: de cabeça pra baixo. Hoje professora de yoga e técnicas de invertida no Espaço Nirvana, na Gávea, a carioca conversou com a gente sobre prática, propósito e estilo de vida, deixando apenas uma certeza - todo mundo vai terminar de ler esse post com vontade de andar com as mãos por aí 


Formada em publicidade, Ju nunca deixou as atividades físicas de lado e foi como uma agradável surpresa que a yoga foi acontecendo em sua vida: "Quando eu vi, tava aqui", contou ela pra gente, com um sorriso tão largo no rosto que não deixa dúvidas - Ju nasceu pra isso! Da prática, trouxe pro seu dia a dia muito do equilíbrio, do encontro consigo mesma e da respiração, tão importante não só na yoga, mas na vida. Afinal, tudo o que a gente precisa às vezes é de respirar bem fundo, né? 


E foi com essa paixão, curiosidade e coragem que Jú se formou em Vinyasa com David Lurey e Mirjam Wagner, do Find Balance, dois grandes nomes da modalidade. Depois disso, ainda se especializou em Hatha pelo Svadhyaya e, hoje, além de dar aulas no Espaço Nirvana, no Blyss Yoga e no Crossfit Carioca, todos no Rio, é uma das professoras do aplicativo YogIN, que disponibiliza aulas ao vivo de yoga. E cê acha que a Jú cansou? Nada disso! Ela ainda faz oficinas de parada de mão e circo na Fundição Progresso! Ufa! 


Mas engana-se quem pensa que só quem tem uma vasta experiência na yoga e quem pratica esportes há muito tempo consegue arriscar movimentos diferenciados e até mesmo sustentar a posição final da invertida. Na verdade, o que Ju pretende desmitificar em suas aulas é justamente isso, vencendo o medo de seus alunos e provando que, na verdade, todo mundo é capaz de fazer qualquer coisa - basta querer e tentar!


O incentivo e o apoio permeiam toda a aula, que coloca também muito da filosofia da yoga em prática. Aqui, você não encontrará salas com espelhos ou lugares pra se mirar porque, muito mais importante do que a forma, é o conteúdo de cada movimento. "Existe um propósito por traz das variações e cada uma delas é uma escolha que faz bem", explicou a Ju. Ou seja: não é simplesmente fazer por fazer, como quem busca um resultado na balança ou no espelho. É sentir! 


Mas não é por isso que as aulas são menos cansativas, viu? Acredite: você vai sair suando! E feliz. Ju contou trambém que as aulas ajudam os alunos a compreenderem melhor os seus limites e a respeitarem o seu corpo, já que "tudo tem um tempo e um lugar certo pra acontecer". E não é mesmo? Por isso, nada de afobação: se a invertida não sair de primeira, vai sair de segunda. E depois que você conseguir ficar de ponta-cabeça... não vai querer outra vida! 

veja em novidades

outras cores >
outras cores >
outras cores >
outras cores >
outras cores >
TOPO

aperta o play

inativa