adoro!

Posts com as coisas boas da vida e um pouquinho do nosso mundo em palavras e imagens incríveis. Todo mundo adora!

missão nada impossível

Trazer a banda irlandesa Two Door Cinema Club pro Brasil? A ideia é do mesmo coletivo carioca que esteve por trás dos shows de Miike Snow Belle & Sebastian aqui. Com esse currículo, a nova missão é nada impossível. 8)

Pra quem não conhece a banda, ela já existe há três anos e lançou esse ano seu CD de estreia, o Tourist History, com músicas do indie ao electropop. Detalhe: o máximo!

A campanha desses agitadores culturais segue o mesmo esquema: pra viabilizar o show, é necessário vender 280 cotas por R$ 200. Daí, o bacana é que elas são reembolsáveis e, se não forem vendidas (e portanto o show não acontecer), o dinheiro é devolvido. ;)

Tá tudo bem explicadinho aqui, tem até um contador de ingressos já vendidos. Clica lá!

vá de retrô

The Like é uma banda de rock californiana composta por quatro moças estilosérrimas e cheias de referências musicais sessentistas – que vão de Supremes a Beatles, lembra?

O visual das meninas também é 60’s total. Entre as inspirações da década, estão Twiggy, Brigitte Bardot, Mia Farrow e Edie Sedgwick (basta conferir os looks retrôs, super adoramos, o máximo!)

Dá uma olhada aqui no clipe da música engraçadinha Wishing He Was Dead:

O segundo CD do quarteto feminino, Release Me, já nasceu hit e virou xodó entre celebs bacanudas – como Alexa Chung.

E aí, curtiu? ;)

rebelde com causa

Lembra que o artista francês Zevs foi um dos convidados do Pense Moda, que rolou na semana passada em São Paulo? Ele esteve por aqui pra falar sobre os seus trabalhos impactantes que misturam moda e arte pelas ruas.

Seu primeiro trabalho foi o Visual Attack, em que ele “assassinava” modelos em cartazes. A publicidade se tornava uma pintura, misturando linguagens, quebrando regras e levando as pessoas a pensar se aquilo era vandalismo ou arte.

Teve também o Visual Kidnapping, em que ele “sequestrava” modelos em outdoors pelas ruas e pedia resgate. As modelos acabaram sendo levadas pras galerias e Zevs, conseguindo o resgate pago pela marca de café Lavazza.

Liquidated Logo foi um trabalho em que Zevs tentava derreter a “solidez” de grandes marcas como Chanel, Nike, McDonald’s, entre outras… O mais curioso é que depois marcas como Adidas e Apple acabaram incorporando a obra em suas campanhas.

Pra saber mais sobre Zevs, e sua arte rebelde com causa, o site dele é esse aqui.

Ah e não se assuste se você achar que está no Google… É mais uma do Zevs! :P

em clima de cabaré

Ali é uma jovem com uma bela voz, que escapa do futuro incerto na sua cidade do interior e vai pra Los Angeles concretizar seus sonhos. Por lá, ela acaba chegando ao então decadente The Burlesque Lounge. A princípio a moça é contratada como garçonete por Tess, dona do teatro, mas não demora, ela logo consegue subir ao palco, recuperando a glória do lugar.

A história com jeito de conto de fadas moderninho aí acima é do filme Burlesque, novo tem-que-ver americano, protagonizado por Christina Aguilera e Cher (!).

A gente tá na torcida pro filme chegar logo por aqui (dizem as boas línguas que o lançamento será no dia 21 de janeiro – vamos ficar de olho ;)).

E parece que todo mundo resolveu pegar carona na onda burlesca. A OPI, por exemplo, criou uma linha de esmaltes pras festas de fim de ano com 12 tonalidades inspiradas no filme…  Olha só que graça:

Já a Smashbox, marca de maquiagem oficial do filme, criou um kit que inclui: delineador líquido, paleta de delineador cremoso pros olhos, conjunto de sombras, rímel, base, blush e estojinho. Fofo, fofo, fofo!

Quem quiser saber mais sobre o filme, dá um pulo aqui no canal do Youtube. Dá pra ver os vídeos das músicas mais bacanas, assistir entrevistas e, até, entrar na brincadeira e cantar no karaokê. Amamos! ;)